Nos dias 14 e 15 de setembro, a cidade de Morungaba-SP recebe a penúltima etapa do HEBS Rinaldi (Hard Enduro Brasil Séries). Uma das provas mais tradicionais do calendário terá formato diferente das últimas edições, visando privilegiar público e competidores. O prólogo será na noite de sábado no sambódromo e terá duas pistas paralelas, onde pilotos irão se enfrentar. No domingo, as disputas rolam durante o dia em meios as trilhas da região.

 

O Night Track é uma das etapas mais antigas do calendário. Seu formato sofreu alterações ano à ano, sempre com intuito de alcançar o melhor formato para todos os níveis de pilotos. Esse ano não será diferente, a organização preparou um prólogo inovador para o sábado à noite. Serão duas pistas paralelas com obstáculos artificiais, onde pilotos disputarão cada metro, lado à lado.
A estrutura será montada no sambódromo de Morungaba e terá iluminação artificial, arquibancada e estrutura de food trucks. A data foi previamente escolhida para coincidir com a tradicional feira de artesanatos, que acontece na mesma data, agregando mais uma opção de entretenimento aos participantes de ambos os eventos. 
As disputas começam já as 14 horas e se estendem até as 22h.

Para o domingo, a organização trabalha duro no levantamento de novos desafios e se esforçando para fazer de cada trajeto, o ideal para cada categoria. O formato da prova mudou em comparação com os outros anos. Este ano, cada categoria dará duas voltas em um circuito de trilhas da região. Outra grande novidade é a inclusão da categoria Turismo, que não conta pontos para o campeonato e não terá troféus, uma vez que o objetivo é apenas levar entusiastas do Hard até pontos específicos, onde os participantes terão uma ótima experiência no Hard Enduro, podendo acompanhar a prova de perto, mas sem a pressão de competir e em trilhas muito mais leves.

 

Caminhando para penúltima etapa, o HEBS se consolida como o melhor campeonato de Hard Enduro do país, trazendo a cada etapa uma característica única e promovendo grandes disputas, entre os melhores pilotos do país.

 

Rigor Rico vem para sua primeira disputa no HEBS depois de fazer história no Red Bull Romaniacs, sendo o primeiro brasileiro a concluir todas os dias na categoria Gold. O piloto Beta Brasil Team Rinaldi, que lidera o campeonato, conhece bem as trilhas de morungaba mas sabe que precisa ficar atento, pois o nível de seus adversários está aumentando.

 

A exemplo é o piloto do Rio Grande do Sul, Thiago Mergener. O garoto de 19 anos é uma das grandes promessas do Hard Enduro e com o patrocínio de um amigo, está correndo com uma Beta Xtrainer 300cc. Thiaguinho que domina o terreno liso do Sul, ainda precisa pegar experiência em outros tipos de solos, mas está focado e treinando duro para evoluir.

 

Thiago “Tobata” Lume, é um grande fã da etapa Night Track. Apesar de não conseguir uma boa sequência de treinos, o piloto está ansioso para prova.

 

“A expectativa é das melhores possíveis. Pelo que estou vendo o Vincenzo vai forçar bastante na resistência física, vão ser 2 voltas, mais ou menos 3h. Gosto muito daquelas trilhas. O prólogo no sábado vai ser diferente, vamos ver o que vai acontecer. Apesar de não estar treinando eu gosto muito daquele terreno, vou me divertir bastante nesta etapa do HEBS.” conclui Tobata.

 

 

Ripi Galileu, vencedor da categoria Gold na primeira edição, também está sem ritmo de treinos, mas é um piloto muito experiente e aposta nisso para obter uma bola colocação.

 

“Para esse ano eu espero que o Night Track seja uma prova bem desafiadora. Eu estava com uma lesão na coxa, desde a etapa de Cuiabá e isso me atrasou a volta nos treinos. E depois com a rotina nos meus negócios, não consegui treinar. Esse vai ser o Night Track que eu estou menos preparado. No entanto, a minha estratégia será fazer uma prova consciente, dentro dos meus limites, poupando energia e usando a técnica que eu acumulei nesses anos, para conseguir finalizar em uma boa colocação” enfatiza Ripi Galileu. E ainda acrescenta: “Infelizmente para eu brigar com os primeiros colocados, vai ser bem difícil pra mim!”

 

Mauricio Penino é outro piloto que ganhou destaque na primeira edição do Night Track. O piloto foi o único a abrir a terceira volta, quando as disputas eram cem por cento noturnas. E assim, levou além do troféu de campeão, um prêmio em dinheiro. 

 

“Como esse ano mudaram algumas coisas como a dificuldade das categorias, vou correr a Silver. Morungaba é um terreno muito bom para o Hard, traciona muito e são trilhas muito técnicas e isso que me empolgou a mudar de categoria. Meu objetivo é terminar, não estou pensando em pódio, vamos ver.” finaliza Penino.

 

 

Tiago Teixeira participou de todas as edições do Night Track e vem para mais uma disputa. O piloto de Poços de Caldas, corre a categoria Gold e acha que essa é uma das etapas mais técnicas da série.

 

“Eu participei de todas as etapas do Night Track, desde aquele desafio do Paul Bolton. Sempre foram provas duras e com uma demanda técnica bem grande, principalmente de resistência. Com nível de exigência física gigantesca, sem muito espaço de descanso. Tem as trilhas do “Nunca Mais”, “Veja Bem” e agora as novas trilhas como o “Lost” e algumas outras que a organização está incluindo. Todos os anos as provas foram muito bem organizadas. Eu acho que esse é o diferencial do Night Track.” explica Tiago Teixeira.

 

Sérgio Carvalho esteve presente durante a primeira etapa do King OFF the jungle. E depois disso, não correu outras etapas por não ter uma categoria adequada. Desta vez o piloto de Campinas escolheu a categoria Iron para disputar.

 

Vou participar da IRON e acho que vai ser muito legal. Segundo a organização vai ser uma prova menos travada e que vai exigir menos dos pilotos que estão iniciando no hard enduro. Acho que a categoria iron vai dar oportunidade aqueles que querem participar da prova, mas estão fora de forma ou tem pouca técnica. Vai incentivar a galera evoluir no Hard e tornar o esporte mais conhecido.” conclui Sérgio.

 

O HEBS Rinaldi tem patrocínio de Rinaldi Pneus, BMS Racing, Jarva Racing, 3R Motos e Bikes, Agência Calango, Moto Arts,  JDR e Putoline. Apoio Feijão com Tranqueira, Tranqueiras Racing e Prefeitura Municipal de Morungaba.

 

Conteúdo Relacionado