Uma figura popular no paddock do circuito do Hard Enduro brasileiro e até mesmo influente nos bastidores.
Rodolfo Balasso transita por diversas categorias do esporte off road com muita facilidade . Sua empresa, a BMS Racing, é um espelho de sua trajetória de piloto amante de HARD ENDURO, a empresário do mundo duas rodas.

Em 2019 a BMS repete a dose como uma das empresas patrocinadoras do circuito de Hard Enduro de maior prestígio no Brasil, o HEBS!
Conversamos com Balasso para saber como ele analisa este começo de temporada, quais os pilotos com maior potencial de projeção e como vê o futuro do esporte!

Rodolfo Balasso, diretor da BMS Racing.


1 – O que a BMS espera para esta temporada de Hard Enduro, estreia do HEBS?

Rodolfo Balasso: A BMS Racing apoia o Hard desde que ele começou no Brasil. Acho que foi um grande evolução a criação do HEBS. Acho que este ano será um marco histórico. Existe uma união muito grande entre os organizadores da prova. Vai ser uma mudança gigantesca! A modalidade tem crescido muito no Brasil! Vai ser o melhor ano de todas as temporadas, um ano espetacular. De muita mídia, muitos pilotos, muito retorno e muito publico! Tenho certeza! E a criação da HEBS foi a melhor coisa que poderia ter acontecido para o Hard Enduro.

 

2 – Você é um dos apoiadores mais antigos da categoria. Que dicas pode dar para os iniciantes que irão se aventurar nas categorias de entrada: Bronze e Iron?

Rodolfo Balasso: Sou um apaixonado por trilha difícil. Antes de existir o nome HARD ENDURO eu sempre gostei desse tipo de trilha. Talvez por não ser um piloto muito rápido, não encaixei bem no Enduro FIM…sempre gostei de lugar travado. Quando veio a modalidade HARD eu me identifiquei, mas vem aquele medo: “Caraca, vai destruir a moto, vou passar vergonha, o publico vai ver…não vou dar conta de superar aquilo…” . Mas o que está acontecendo? Ano após ano estamos vendo uma evolução dos pilotos de uma maneira fantástica. Mas por quê? Porque começa nas categorias de base, que são Bronze e Iron. Apesar de ser uma prova de HARD ENDURO, essas trilhas não são assustadoras. São como as trilhas de fim de semana. São como uma escola, gradualmente. essas categorias existem para trazer aquele cara que tem paixão por trilha mais técnica, mais difícil. Aos poucos o piloto vai aprendendo e enfrentando maiores desafios. Aos poucos, todo piloto, acaba sendo picado pelo virus do Hard.

3 – Qual piloto irá melhorar muito de desempenho este ano?

Rodolfo Balasso: Vamos começar de cima pra baixo.
Esses dias atrás tive o prazer de treinar com Rigor na minha cidade… é incrível como um cara que é o numero 1 do país está melhorando. Está num nível de piloto gringo e poderemos ver seu real nível em breve no Romaniacs!

O Gustavo Furlaneto, de Cuiabá, vem numa evolução gigantesca. Tem muita sede. Tem tudo pra se destacar bastante.
E o Tobata. Eu so fã de carteirinhas deste. Ele tem cara de bravo mas é uma moça. E ele tem uma vantagem gigante: ele tem uma pista de HARD no quinta de casa. Além disso ele é um piloto muito determinado. Por isso acredito que ele vai se dar muito bem este ano!

4 – Quais as novidades que a BMS oferece este ano para suporte e auxílio de desempenho de motos e pilotos?

Rodolfo Balasso: O objetivo comercial das minhas empresas é o off road em geral. Mas pra sorte do Hard Enduro, o dono dessa empresa, que sou eu,  é apaixonado por esse esporte. Então se eu tenho que escolher uma prioridade para desenvolver algo primeiro, priorizo para o HARD, depois para o Enduro, para o Motocross, para o Rally….este ano estamos como patrocinador do HEBS, do Rigor Rico e do Ripi Galileu, além dos pilotos Gustavo Furlaneto e Tobata e outros mais. Nosso foco, o da BMS, sempre será esse. Este ano vou lançar muita novidade, com o apelo tecnológico voltado para o esporte….este lançamentos vem em breve para melhoria de performance da motos, como produtos de resistência. Sou um piloto de HARD ENDURO, sei quais são as dificuldades do esporte, sei quais são as peças que mais quebram, sei o que exige mais do motor. Este ano será um ano incrível para a BMS e principalmente para o HARD ENDURO.

5 – Como você vê o esporte daqui alguns anos?

Rodolfo Balasso: Pra mim vai ser um dos esportes off road mais importantes do mundo. Eu viajo muito pelo mundo, conheço pessoalmente muitas provas e sou amigo de alguns pilotos internacionais de HARD ENDURO. Converso com eles e eles tem a mesma opinião que a minha: é uma modalidade que cresce muito, é uma modalidade que cria um show muito grande para o espectador, diferente de outras modalidades distantes…o prólogo do HARD por exemplo atraí muito marketing, muita oportunidade de propaganda. E eu acho que no Brasil e no Mundo vai ser a principal modalidade off-road. Para você ter idéia já são muitas provas consagradas no Brasil, até mesmo fora do HEBS ! Por exemplo etapas regionais, a incrível Vita Racing, já muito famosa e organiza pelo meu irmão. No mundo temos muitas etapas famosas como o Lagares, Hellsgate, o Romaniacs que são grandiosas. Tem tudo para virar o esporte off-road numero 1 no Brasil e no mundo.

——————————————————

Para os curiosos nos novos lançamentos da BMS Racing e para acompanhar o desempenho dos principais personagens do HEBS, acompanhe o The X Rider – a mídia oficial do Hard Enduro Brasileiro!

Conteúdo Relacionado